CELEBRANTE PARA NOIVOS COM RELIGIÕES DIFERENTES

É comum encontrarmos casais com diferentes religiões, até mesmo pela enorme diversidade de credos existentes no Brasil. O último Censo Demográfico publicado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) apontou que 64,6% da população afirmaram ser católicos, 22,2% evangélicos, 2% espíritas, 8% disseram não possuir religião e 2,7% observaram ser de outras religiões. Mas na hora de casar, o amor prevalece.

Por isso, vale a pena ter alguns cuidados especiais para lidar com essa situação de uma maneira saudável e tranquila. E desfrutar das alegrias que essa fase dos preparativos proporciona.

É recomendado equilibrar as duas crenças para evitar chateações. Não se deve privilegiar nem uma, nem outra religião. Por esse motivo, o ideal é optar por um ambiente totalmente neutro.

Os profissionais da área de eventos também orientam que o casal converse antes sobre o assunto e analise as práticas religiosas que desejam manter após o casamento. Não tente e nem pense em converter o outro. Lembre-se que cada um tem a sua própria fé e que respeitar as diferenças é fundamental.

Para dar uma 'ajudinha' especial nessa hora e orientar os noivos na escolha da melhor opção de cerimônia, vejam as seguintes dicas:

1-Respeito aos pais e sogros - Sejam pacientes com seus pais e com seus futuros sogros. A tradição e o costume de cada religião incluem simbologias, comidas, feriados e celebrações específicas e, na cabeça das famílias envolvidas, os filhos deveriam estar casando com alguém da mesma crença. Esse é, muitas vezes, o entendimento dos pais. Por isso, pode levar algum tempo até aceitarem que não vai ser da forma como imaginaram a vida inteira.

2-Estude cada religião e seus ritos - Os noivos devem ter acesso , a um roteiro de cada uma das religiões, pare que entendam a importância de seus rituais tanto pelo conteúdo e duração da cerimônia. É sempre conveniente alertar aos pais e padrinhos que estarão envolvidos. Os convidados também precisam ser informados sobre o caráter ecumênico da cerimônia, mencionando no convite, para que possam compreender as diferenças dos ritos.

3-Cerimônia ecumênica/inter-religiosa - Para algumas religiões, a cerimônia religiosa para casais de diferentes crenças poderá ser realizada em harmonia. Quando isto é possível, o celebrante de casamentos, deverá conduzir a cerimônia de forma harmoniosa. Neste caso, os noivos devem escolher qual vai ser o ritual, podendo personalizar a celebração e que fiquem atentos aos pontos em comum, das duas religiões. Como por exemplo: utilizar a oração do Pai Nosso, que é comum a católicos e a evangélicos.

4-Como lidar com as críticas familiares - Para a família de ambos pode ser muito desconfortável estar com uma família que professa outra fé e que você não sabe qual a expectativa em relação a você. Talvez surjam muitas críticas, mas não desanimem nem mudem suas convicções, sejam pacientes e procurem explicar às pessoas o quanto valorizam a religião na qual cada um foi criado.

5-Reafirmação da crença - Os seus pais terão que compreender que, embora estejam se casando com pessoas de religiões diferentes, não estão negando os ensinamentos que eles lhes transmitiram. Essa talvez seja a melhor forma de conquistar a admiração e a simpatia de seus sogros e entrar para a família de uma forma harmoniosa, sem atritos.

6-Campo neutro - Quando as duas religiões não são favoráveis a uma cerimônia ecumênica dentro de um dos templos, resta então, escolher um campo totalmente 'neutro' em relação às duas religiões, como um salão de festas, uma chácara, um sitio, uma residência ampla, um museu, uma praça, ao ar livre, etc.

7-Consulte o celebrante antes de marcar a cerimônia - Será sempre necessário consultar o celebrante dos noivos,  para confirmar se ele aceita celebrar o casamento com noivos de duas religiões diferentes,  antes de contratar o espaço, principalmente no caso de casamento de cristão, com um não cristão. Existindo a possibilidade de realizarem uma celebração sem cunho religioso, que incluiria poesias, a história do casal narrada, votos, participação de pais e padrinhos e o momento do beijo, esse tipo de cerimonia fica muito bonita a agrada , inclusive àqueles que não possuem religião ou não professem fé.

8-Alinhe os detalhes da celebração - Escolhido o celebrante para noivos com religiões diferentes, este e os noivos e se precisar os pais, deverão conversar, para se alinhar de como será a cerimônia, quais as músicas comuns a ambas as religiões,  e como será conduzido o momento dos votos e se vai haver as bênçãos para o casal(feita pelos pais), respeitando-se as suas respectivas crenças.

9-Diálogo sempre - Havendo algum ritual muito específico para uma, a outra religião também poderá incluir o seu ritual mais importante. No entanto, deve-se evitar qualquer situação que possa causar algum dissabor, sendo muito importante conversar com o celebrante.

10-Converse sobre a orientação dos filhos que virão - Seria interessante, também, aproveitar este período de noivado para alinharem como vão educar os filhos que virão dessa união, porque cada religião possui formas diferentes de lidar com o nascimento de uma criança e o casal não vai poder esperar a chegada do bebê para definir como irão lidar com essa situação.

11-Lembrem-se: acima de tudo , temos que celebrar o amor!!!

Contato

Entre em contato!

Mensagem enviada com sucesso! Em breve lhe daremos uma resposta. Obrigado.

Informações de Contato

Celebrante de Casamentos Brasília

2019 © Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por